terça-feira, 1 de maio de 2012

Um destes dias exaltei o meu eu-lírico: Nova Viagem

Ok, eu explico. O C. insistiu para que eu escrevesse uma letra para ele compor uma música. Ora, nunca escrevi coisa que se lhe pareça e poesia está longe de fazer fronteira com a minha zona de conforto. Ainda assim, não poderia recusar um desafio. Sem promessas, o texto foi-se compondo entre pormenores que mais pareciam de corte e costura e, eis o resultado final:

Nova Viagem

Há uma montanha-russa que nos espera.
O mundo não pára, dizem que é uma esfera.
É um jogo que se tornou num quebra-cabeças vicioso.
Salva-te. Difícil é começar de novo.

Cada dia é uma nova viagem.
Parte sem destino, ganha coragem.
São ruas familiares, estas por onde passamos,
Se caímos, levantamo-nos, aprendemos porque tanto erramos.

Sonhei e perdi-me no meu sonho.
Escrevi-o num conjuntivo imperfeito,
As palavras ditaram a verdade
Daquilo que nunca se passou, resta a saudade.

Silenciam-se as vozes que quiseste esquecer,
Calam-se as perguntas que fiz perante a Lua.
A noite confundiu-se com o amanhecer e esta história é a tua.

Cada dia é uma nova viagem.
Parte sem destino, ganha coragem.
São recordações, aqueles caminhos que já conhecemos
Para trás ficam os fracassos e as lutas que perdemos.

Passo a passo não sei onde a estrada nos leva
Não há pressas e o futuro ainda não nos pesa
É serena a viagem e o relógio parou lá atrás
Em cada nova viragem, a vida só te dá se a ela te dás.

Cada dia é uma nova viagem.
Parte sem destino, ganha coragem.


5 comentários:

  1. para quem nunca escreveu uma musica, gostei imenso da letra. gostava de ouvir a musica :)

    ResponderEliminar
  2. Depois tens de nos mostrar o resultado final: letra + música ;)

    ResponderEliminar
  3. Já sabes o que penso sobre tudo isto! Vai em frente! Força, meu anjo! <3

    ResponderEliminar
  4. Tenho um selinho para ti no meu blog ;)

    ResponderEliminar

Deixa a tua opinião!
;D