sábado, 26 de maio de 2012

Nesta falta de tempo



...falta-me tempo para ler um bom livro, ou pelo menos um livro que não seja sobre células ou enzimas.

Pedaços de vida #9

         Levantou-se da desgastada poltrona e arrastou-se pela poeirenta habitação até à janela. Parecia encravada. Talvez fosse o jeito, talvez força que faltasse àquelas tremules mãos.
        Por fim, o fecho cedeu perante tamanha persistência. A sala foi, então, trespassada por uma forte luz, invadida por cheiros de primavera, e o silêncio interrompido por cantar de pássaros que acolhiam o velho numa paz singela.
         Na rua passava gente apressada e alguns cães vadios.
         Estarão as crianças na escola?
        Ali ficou horas, absorto de si mesmo e da vida por viver. Apenas deu pelo cair da noite quando a lua apareceu resplandecente no alto.
          Há um homem da lua que ainda lá vive.
         E, assim, nem a lua é tão só como um homem que à janela tem sonhos que o acordam. É este o momento em que aguarda pelas respostas duvidosas de quem dele diz cuidar, aguarda pelo milagre da medicina, aguarda pelo desfecho da existência.
         Enquanto isso, fecha os olhos. Terá ainda tempo de sonhar. Todo o homem sonha, até o homem da lua.

quinta-feira, 24 de maio de 2012

Esta rapariga...!


S: Sonhei contigo.
Eu: Então?
S: Tinhas um cabelo enorme, até aos pés!

Coisas que me Irritam



  • Que mexam nas minhas coisas
  • Chuva dois dias seguidos (e clima indeciso!)
  • Que me digam à risca como tenho que fazer algo (ou tudo o que possa pôr em causa uma certa criatividade…)
  • Que falhem a responsabilidades
  • Não ter tempo para fazer tudo


E para vocês, o que pode ser pior? 

domingo, 20 de maio de 2012

Pré-Universariedades #1



Já não consigo pensar em nada, ou então, prefiro nem pensar. O que faço, o que fica por fazer. As expectativas, as desilusões. Tenho passado tanto tempo a estudar uma biología que me é mais estranha do que familiar, na língua de nuestros hermanos, para fazer um exame espanhol da selectividad. Aquele que me falta. E o sonho pode-se desvanecer em quatro curtas perguntas, já no próximo mês.

Mais de 100!

Obrigada a todos que por aqui passam! Vocês fazem com que este cantinho tenha muito mais sentido!

sábado, 19 de maio de 2012

A Good Weekend


Melhor seria sem esta dor de cabeça que não me deixa e sem este livro de biologia que não posso deixar...

sexta-feira, 18 de maio de 2012

E, finalmente, iniciei a minha Bucket List.

Selo da menina Afrodite




Regras: 

1) Dizer quem te deu o selo
Foi a querida Afrodite ;D

2) Dizer 3 coisas em que sejas especialmente boa a fazer
Escrever (? Disseram-mo e eu acreditei)
Jogar badminton
Desarrumar o meu quarto (dou conta disso todas as manhãs…)

3) Dizer 3 coisas que gostavas de aprender a fazer
Falar francês e italiano
Tocar piano
Cozinhar (e mesmo bem)

4) Atribuir o selo aos blogs mais fofinhos que conheceres
Todos os bloggers visitantes assíduos deste blog é que são uns fofinhos, a eles passo este selinho : )

Podem completar com imagens

segunda-feira, 14 de maio de 2012

sábado, 12 de maio de 2012

sexta-feira, 11 de maio de 2012

Constatação da semana



Que as pessoas funcionam de uma forma estranha já é um facto sabido e bem gasto. Que têm direito a opinar sobre tudo, seja para dizer bem, mas principalmente para dizer mal, idem aspas. Que elas é que têm razão sobre o que quer que seja, então, terá que ser puramente verídico. Cada um, e apenas ele, é dono da verdade, e por ali fica, à espera do momento de poder cantar aos sete ventos a sua sentença. Então, aparecem os comentários mesquinhos, quase a atropelarem-se uns aos outros entre o que se diz e o que se desdiz, o que já se disse e o que ainda se tem que dizer.
E é neste ponto que descubro que sou mais fortemente criticada pelo que não me arrependo de ter feito do que pelo que devia ter feito e não fiz.

Obrigada por mais um selinho!



O nome do selo é Liebster Award e tem as seguintes regras:
Escolher 5 blogues recentes, com menos de 200 seguidores para passar este selo. Mostrar o agradecimento a quem nos atribuiu o selo, fazendo um link para o seu blog. Colocar o selo no blog, listar os bloggers a quem se atribuiu o selo com os seus links e deixar um comentário nos seus blogs para que tenham conhecimento do selo. Partilhar cinco factos aleatórios sobre nós que ainda não se saibam.

Este selo foi-me atribuído pela menina Fifi, que tem um blog maravilhoso!


5 factos aleatórios
* Sou bastante perfeccionista
* Detesto almondegas
* Gosto tanto de Elton John como de Boss AC
* Já pensei que queria ser jornalista
* Estou ansiosa pela vida académica!

5 blog's a que passo este selo

sábado, 5 de maio de 2012

Eu escrevo, tu escreves, ...

Oiço pessoas dizerem
que por mais que gostem de escrever, não iriam nunca publicá-lo.
Já para mim, não faz qualquer sentido escrever se não o puder partilhar. Ao guardá-lo seria para sempre uma ideia inacabada que mais ninguém poderia completar.
Aqui
(não sei se cabeça ou mãos)
passam textos que querem ser escritos. São palavras que bebem tinta de canetas de todas as cores, que assumem caligrafias de diferentes feitios.
Tudo depende do dia.
Tudo depende do que é e do que já foi. Para depois
(ou mesmo antes)
ser dactilografado.
Então escrevo
escrevo e publico aqui, escrevo e dou a ler, escrevo e leio.
Então escrevo
não por fazer sol
chuva
neve
Escrevo para que se incendeie um sorriso, para que se consuma uma lágrima.

sexta-feira, 4 de maio de 2012

Thank you!


Bom fim de semana! 
Prometo que assim que tiver tempo volto a escrever :)

terça-feira, 1 de maio de 2012

Um destes dias exaltei o meu eu-lírico: Nova Viagem

Ok, eu explico. O C. insistiu para que eu escrevesse uma letra para ele compor uma música. Ora, nunca escrevi coisa que se lhe pareça e poesia está longe de fazer fronteira com a minha zona de conforto. Ainda assim, não poderia recusar um desafio. Sem promessas, o texto foi-se compondo entre pormenores que mais pareciam de corte e costura e, eis o resultado final:

Nova Viagem

Há uma montanha-russa que nos espera.
O mundo não pára, dizem que é uma esfera.
É um jogo que se tornou num quebra-cabeças vicioso.
Salva-te. Difícil é começar de novo.

Cada dia é uma nova viagem.
Parte sem destino, ganha coragem.
São ruas familiares, estas por onde passamos,
Se caímos, levantamo-nos, aprendemos porque tanto erramos.

Sonhei e perdi-me no meu sonho.
Escrevi-o num conjuntivo imperfeito,
As palavras ditaram a verdade
Daquilo que nunca se passou, resta a saudade.

Silenciam-se as vozes que quiseste esquecer,
Calam-se as perguntas que fiz perante a Lua.
A noite confundiu-se com o amanhecer e esta história é a tua.

Cada dia é uma nova viagem.
Parte sem destino, ganha coragem.
São recordações, aqueles caminhos que já conhecemos
Para trás ficam os fracassos e as lutas que perdemos.

Passo a passo não sei onde a estrada nos leva
Não há pressas e o futuro ainda não nos pesa
É serena a viagem e o relógio parou lá atrás
Em cada nova viragem, a vida só te dá se a ela te dás.

Cada dia é uma nova viagem.
Parte sem destino, ganha coragem.


Maio! #1


Chegados a maio e a primavera nem dá sinais de vida... Bom feriado!