quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Pedaços de vida #4

D. Amélia senta-se diante da lareira. Longe vão os anos em que havia um corrupio de gente pela terra; agora, o silêncio reina. A saudosa azáfama da quadra natalícia do tempo em que havia crianças parece que não vai voltar. D. Augusta recorda. Quando era jovem, passava horas a preparar a casa para a aguardada noite de consoada. Hoje os filhos não a podem vir visitar, mas já lhe mandaram as boas festas. D. Natália sorri. Está, possivelmente, a sonhar. Em cada dia, sonha acordada com o marido que não voltou da guerra.
A D. Amélia, a D. Augusta e a D. Natália abraçaram muitas tristezas ao longo da vida. A demora dos anos moldou-lhes a forma. Envelheceram. Ainda assim, têm vontade de superar mais um ano. Mais um ano em que se têm umas às outras. Natal. União. Amizade.

Os amigos também fazem parte do nosso Natal.

3 comentários:

  1. confesso que me vieram as lágrimas aos olhos...

    ResponderEliminar
  2. Poxa, que beleza de escrito, palavras tão bem colocadas e um sentido tão claro...Parabéns pelo Blog, seus textos são realmente muito bons, escreves maravilhosamente bem, tens uma sensibilidade admirável, tudo aqui me agradou, então não hesitei em me tornar seu seguidor...

    Quando puder, passa la no meu tbm e vê o que acha
    http://essenciaego.blogspot.com/

    Abraço apertado
    Témais ;P

    ResponderEliminar

Deixa a tua opinião!
;D